Sites de pesquisa em Artes

Alguns sites de pesquisa em Artes que podem servir de fundamentação do professor (seja de Artes ou não) tem conteúdos importantíssimos para agregarmos ao nosso conhecimento, alimentando-nos seja na contemplação ou na leitura (imagética, de mundo, textual…).

Sirvam-se…

  • O Itaú Cultural disponibiliza conteúdos importantíssimos sobre arte, passeando por diversos tempos da arte. Na pasta “Artes Visuais” encontrarão um gama de informações sobre momentos importantes da Arte, os movimentos, os artistas com biografia e obras, dentre outras. Vale a pena dar uma passadinha lá. A pesquisa no site pode ser feita por ordem alfabética, conhecendo os     termos e conceitos. Conteúdos que podem fundamentar professores, alunos, e qualquer um que queira “nutrir-se” estéticamente.

http://www.itaucultural.org.br/

  • O Site Arte na escola traz alguns textos, experiências compartilhadas, que servem de subsídio para o professor fundamentar-se. Além disso, é um canal para questionamentos, debates, dentre outras ações que acontecem para interação entre professores. Vale a pena acompanhar. Estão sempre inovando.

  • O site abaixo tem conteúdos que foram elaborados por crianças de diversas idades, partindo de pesquisas em internet, intercâmbio entre escolas. Faz parte do PROJETUR – Projeto sobre o Turismo Escolar, desenvolvido pela Profa. Jurema Tonini, professora da Rede Municipal de Vitória-ES que estimula os alunos com propostas variadas, sempre no horário contrário das aulas, deixando assim o tempo ocioso para trás, com aulas de pesquisas em internet e em livros, inglês, espanhol, artes. Além de proporcionar a esses alunos (as) conhecer o Patrimônio Histórico Cultural do Espírito Santo e os atrativos das cidades, os leva a conscientização de preservação dessas “belezas”, enquanto história e memória.

http://www.iia.com.br/guias/index.asp

  • A decáda de 80 foi um período muito importante de mudanças nas Artes. Período em que a história política do Brasil passava por transformações, passando do militarismo, seguindo para as diretas já, que desencadeou a queda da ditadura militar. No mundo eclodia a AIDS, dentre outros acontecimentos de mudanças mundiais. E no Brasil não foi diferente. Diante da crise financeira, os artistas passaram a experimentar materiais mais “baratos” e dividirem ateliês, para dimunir os custos. Além de se expressarem sem ter o perigo de serem “massacrados” pela ditadura, a censura não era mais tão severa. Foram vários artistas que se despontaram, tendo suas obras apresentadas em vários países. Um desses foi Leonilson, artista nordestino, que residia em São Paulo, tinha uma proposta de tabalho muito subjetiva, que traduzia a sua vivência entre os bordados, a religiosidade e os experimentos. Trabalhou até quase os últimos dias de vida. Trabalhou intensamente. E esses trabalhos, como biográficos, estão relacionados no site “projeto Leonilson”, organizado pelos seus familiares. Vale a pena conferir.

    www.projetoleonilson.com.br/

Outros artistas:

  • Artista capixaba

  • Attílio Colgnago – Professor da UFES. Seus quadros têm uma linguagem poética, com requinte e beleza. Como grande admiradora de sua obra e da pessoa que é, fica difícil falar desse “mestre” com o qual tive a oportunidade de ter aula de “Meta” – construção de tintas e lápis pastéis. Fica aqui o link para conhecerem um pouco do grande acervo que tem.

http://attilio.da.ru/

  • Joyce Brandão – professora que me estimulou a desenhar. Na disciplina de desenho 4 me descobri. Adoro fazer meus desenhos com lápis conté, os lápis com graduações 6b, 9b, e os pastéis. Seus desenhos sã fantásticos, e sua forma de dar aula estimula ainda mais os alunos. Lembro-me das aulas de campo, em que as visitas à Pedra da Cebola (um parque botânico em Vitória/ES), me fazia viajar por entre as cores, as formas e a natureza ao redor e os lápis e papel. Além dos lanchinhos que fazíamos, que se confundiam com as brincadeiras e trabalho de fato. Confiram alguns trabalhos de Joyce e apreciem…

http://www.joycebrandao.hpg.ig.com.br

  • Alguns museus virtuais podem proporcionar uma visitação virtual, com acervos próprios e pesquisas on line.

http://www.mac.usp.br/mac/index.htm

http://www.macniteroi.com.br/

http://www.mac.pr.gov.br/

http://www.mamrio.com.br/

http://www.mam.org.br/2008/portugues/default.aspx

Museu do Louvre em Paris – http://www.louvre.fr/llv/commun/home.jsp?bmLocale=en

Museu Arte Latino Americano de Buenos Aires – http://www.malba.org.ar/web/home.php

http://www.museuvale.com/

http://www.secult.es.gov.br/?id=/espacos_culturais/hotsites/maes/capa

http://www.pinacoteca.org.br/

http://www.museuhistoriconacional.com.br/

Alguns links dos museus do Brasil estão disponíveis neste site:

http://www.museus.art.br/brasil.htm

Já é um bom começo para uma boa pesquisa.

Divirtam-se e apreciem.

(Sonia)

Leave a comment

0 Comments.

Leave a Reply


[ Ctrl + Enter ]