#Vai uma dica ai – Notações Léxicas

Quando  se estuda português, temos aqueles assuntos chavões de concursos, vestibulares que costumamos dar mais destaques, as notações léxicas pra mim foi uma das matérias que não ocorreu muito isso, achei pouco material, exercícios de fixação , por ser uma matéria pequena, mas que também tem sua importância. Mas o que seria Notações Léxicas?

Notações Léxicas? São sinais gráficos que utilizamos para ajudar na escrita.

Elas podem ser de dois tipos:

1 -> notação que dão valor a determinada letra ( que modificam som da letra)

* Acento agudo (´) -> indicam na maioria das vezes som aberto das vogais, que são ditas com maior intensidade  Ex: Técnico, Chipanzé, até.

*Acento circunflexo (^) -> ele serve para fazer som fechado nas vogais, que são ditas com maior intensidade. Ex: Inglês, português,polêmica.

* Til (~) -> Indica a nasalização das vogais. Ex: Criação, população, hortelã.

*Cedilha (ç) -> Colocado na letra c (antes de a, o, e) faz com que essa letra tenha som do fonema /sê/  Ex: Moça,poço,açúcar.

2 ->Notações léxicas que não  modificam som da letra

*Acento grave (`) -> indica que duas letras iguais se juntaram Ex: ( a + a)

Ex:  Junte  água  fria a  a assadeira  = junte água fria á assadeira

Dirigia – me  a aquele povoado = Dirigia – me  àquele povoado

* Apostrofo ( cuidado não confunda com apostrofe, que é uma figura de linguagem !)  voltando, apostrofo ( ’ ) -> indica eliminação de letra  em uma palavra ( curiosidade : a suspensão tem nome de elisão). Ex: Estrela -  d’ alva

Aqui vai um trecho de um texto sobre uso do apostrofo, que achei no site  olhometro.com :

“O apóstrofo, por definição, já é um sinal gráfico um pouco incompleto. Ele é praticamente uma vírgula de cabeça pra baixo ou, se você preferir, um acento agudo sem letra embaixo, o que é bem triste, se você considerar que ele já é um acento, que é uma função secundária no idioma (pelo menos alguns níveis abaixo das letras na hierarquia alfabética, até onde eu sei)

Mas depois que dar nome de bar com apóstrofo no final virou moda, a coisa degringolou de uma maneira assustadora e o apóstrofo, outrora apenas um sinal gráfico solitário, incompleto e que servia – veja você, que ironia – para substituir qualquer letra faltante em uma palavra (tipo Rock and Roll, que vira Rock’n’roll), como o coringa de um baralho, se alastrou como peste nos nomes de lugares por esse Brasilzão. Ele teve seus momentos de glória, mas durou pouco.

Apesar de muito usado, o apóstrofo sempre foi mal compreendido. Agora estamos rodeados por Bar do Johnny’s e Bar do Zé’s, o que nem é tão condenável, afinal nem João e nem José têm obrigação de usar corretamente o possessivo num idioma estrangeiro. Assustador MESMO é ver professor escrevendo “CD’s” e “DVD’s” na lousa da faculdade, e isso eu já vi várias vezes.

Repita comigo, amigo. Plural em inglês é igual a plural em português – você coloca o “s” e pronto, pode ficar feliz pois terá multiplicado seu Substantivo por vários sem nenhuma dificuldade. É quase mágica. O apóstrofo não entra no plural, ele tem outra função. Você NUNCA vai comprar CD’s, nem DVD’s, nem digitar URL’s, muito menos baixar MP3′s, sendo todos eles uma sigla ou não. Você pode até ter AID’s, que com essas coisas não se brinca. Mas tira o apóstrofo. Vai ser muito mais digno.”

* Hífen (-) -> Ele possui 3 funções:

- Ligar elementos de palavras compostas  Ex: banho-maria, pé-de- alface.

- Ligar Pronomes a verbos Ex Chamavam – se

- Indicar partição de palavra no fim da linha

* Trema ( ¨ ) -> Usada em nomes próprios estrangeiros e seus derivados. (  de acordo com wikipedia serve para alterar o som de uma vogal ou para assinalar a independência dessa vogal em relação a uma vogal anterior, constituindo-se às vezes em uma vogal própria e distinta no alfabeto)  Ex: vergüenza

Leave a comment

0 Comments.

Leave a Reply


[ Ctrl + Enter ]