A terra da Lua partida

Assisti o filme  “A terra da lua partida”.  Um documentário recente (2010) de uma produtora brasileira (http://www.enigmafilmes.com.br) que apresenta o drama dos últimos nômades dos Himalaia.  A seguir o trailer com legendas em português.

Eles estão entre os primeiras povos a sofrerem diretamente com os efeitos do aquecimento global.  A sua população já foi reduzida em mais de 80% – se viram obrigados a migrarem para as cidades e viverem em situação de pobreza e humilhação.  Até onde você iria para salvar o destino do seu povo? Esta é a questão que eles já estão tendo que responder.  Quem sabe qual povo será submetido a questão semelhante daqui a algum tempo.

O filme tem uma fotografia linda como seria de se esperar. Tem uma “fotografia poética” e o achei muito triste.  Recomendo assistir, pois sua tristeza é pedagógica e nos lembra que não podemos “consumir o planeta” como se ninguém fosse sofrer com isto (ou como se isto fosse uma teoria que talvez ocorra daqui a algumas décadas).

Caminhada

Semana “apertada”.  Muitos compromissos (trabalho) e tempo de menos (mentira, pois o tempo é o mesmo para todos, mas é uma desculpa confortável).  Hoje consegui fazer uma caminhada no fim da manhã.  No final fui até o fim da praia de Camburi e subi até a entrada da Vale.  Os pés de pitanga estão carregados.  Não resisti.  Comi umas pitangas e ainda trouxe algumas folhas para fazer um chá em casa.  Para a próxima semana vou me programar para conseguir fazer mais umas corridinhas e caminhadas.

image

Caminhada no calçadão de Camburi até a subida da Vale (pitangueiras carregadas).

A Engrenagem

O vídeo foi inspirado no “A história das coisas” que mencionei no post da black friday da semana passada.  Vale a pena assistir.  São 16min bem utilizados.

Jornada 10.000km – 30.11.2013 (165km)

Em 01/12/2009 comecei a “jornada do 1.000km”.  Foi como eu batizei o desafio.  A intenção era a de percorrer caminhando 1000km até o natal do ano seguinte.  O tempo passou e na época eu registrei o andamento da empreitada aqui no blog.  Não cumpri todo o percurso dentro do prazo (terminei em março de 2011), mas o resultado foi ótimo. Estava muito acima do peso e um completo sedentário e a “empreitada” foi o pontapé inicial para mudar o meu estilo de vida.  Em 2012 passei a encarar com mais seriedade a questão das atividades físicas e a qualidade na alimentação, reduzi o meu peso e melhorei a minha condição física e pude acrescentar um pouco de corrida às caminhadas.  No início de 2012 já estava participando das corridas de rua e no balanço geral ganhei mais qualidade de vida e perdi uns 30kg de massa.

É bom lembrar disto tudo!!  E foi lembrando que tive a ideia de um novo desafio: 10.000km em cinco anos.  Não é um grande desafio, pois pode-se alcançar o objetivo com um volume médio de “rodagem” de 40km por semana, que é o que a maioria dos corredores de rua praticam.  A questão toda é a regularidade.  Este é o meu principal objetivo.  Manter-me firme praticando o esporte e garantindo uma vida mais saudável e prazerosa.

Como tive a ideia em 20/09/2013 comecei a medir a partir desta data.  Pesquisei no meu perfil no site do runkeeper e copiei os gráficos abaixo.

jor_10000_201309

Contados a partir de 20/09 são 42,9km.

jor_10000_201310

37,2km em outubro

jor_10000_201311

84,9km em novembro

Contados a partir de 20/09/2013 foram 42,9km em setembro, 37,2km no mês de outubro e 84,9km em novembro, totalizando 165km.  Ou seja, em 2 meses e 10 dias realizei apenas o deslocamento médio previsto para um mês.  Tenho que acompanhar de perto, pois senão o tempo passa e a meta começa a ficar difícil.

Track & Field Run Series – Vitória/ES – 01.12.2013 (5km)

Este ano quando fui fazer a minha inscrição e a de Soninha nesta prova já não haviam mais vagas.  O amigo Piumbini cedeu-me a sua inscrição e kit, pois havia decidido participar da Volta da Pampulha em Belo Horizonte/MG.  Fui para a prova para participar com a inscrição dele e Soninha foi na “pipoca” (está virando uma pipoqueira de marca maior).  Abaixo a nossa foto momentos antes da largada.

2013-12-01_08-00-06_221-p

No momento da foto não podia imaginar que não chegaria a concluir a corrida.  Saímos de casa um pouco atrasados, demos uma carona para o Jackson e chegamos quase “em cima” da hora.  O problema é que pouco antes da largada senti um pouco de dor de barriga.  Até tentei fazer a prova, mas não tinha sequer chegado a 1km e percebi que o melhor seria voltar correndo (na verdade andando) para o banheiro do shopping.  Soninha, Jackson e Thales fizeram boas corridas.  Agora é preparar para a prova do ano que vem sem exagerar na alimentação “pesada” no dia anterior.