Sobre educação

Em meio às muitas leituras para o Mestrado em Educação, alguns textos me tocam. Uns mais, outros menos. Dentre elas, escolhi o texto abaixo para compartilhar com quem está envolvido dentro desse universo da Educação.

O objetivo da educação não é o de transmitir conhecimentos sempre mais numerosos para o aluno, mas o de criar nele um estado interior e profundo, uma espécie de polaridade de espírito que o oriente em um sentido definido, não apenas durante a infância, mas por toda vida.
(Durkheim)

(Por Sonia Ferreira)

História e memória do ES

Memória aprisonada - a visualidade fotográfica capixaba: 1850/1950

O livro de Almerinda Lopes da Silva, Memória Aprisionada – a visualidade fotográfica capixaba: 1850/1950 (EDUFES, 2002), revela momentos da história através de fotografias e da história dos fotográfos que registraram momentos marcantes da sociedade capixaba dentro do período de 1850 a 1950. Um passeio imperdível pela história do Espírito Santo. À venda na Livraria da UFES e nas Livrarias Capixabas.

(Sonia)

No Palácio Anchieta

Ontem foram lançados no Palácio Anchieta/ES dois livros sobre o Patrimônio Histórico Cultural do Espírito Santo, e os visitantes puderam escolher um exemplar, que diga-se de passagem imperdíveis. Fui contemplada com livro sobre arquitetura, todo em papel couché, com 557 páginas coloridas com contextualização histórica.

No mesmo evento, foi apresentado o livro “Palácio Anchieta – Patrimônio Capixaba”, lançado em outra data. E este somente os diretores de escolas foram contemplados. E para os interessados em conhecer  a história desse lugar tão importante para o Espírito Santo, e não tiveram a oportunidade de acessar o livro em formato impresso, podem ficar tranquilos, pois o governo do Estado está disponibilizando a versão digital (em pdf). Para tanto, é só acessar o site : http://www.palacioanchieta.es.gov.br/v1/

Livro sobre o Palácio Anchieta

(Sonia)

A ferro e fogo: A História e a devastação da Mata Atlântica brasileira

livro

A ferro e fogo: A História e a devastação da Mata Atlântica brasileira

Livro de Warren Dean, um dos grandes nomes no ramo da “História Ambiental”, que é a disciplina que estuda o histórico de ocupação e utilização do meio ambiente pelo homem. Mostra como a Mata Atlântica foi ocupada e destruída durante os vários ciclos econômicos do país.

O autor nos reconta boa parte da História brasileira. O livro da ênfase no processo de ocupação do território, utilização dos recursos naturais, desenvolvimento da cultura nacional e a relação com a mata.

Como o livro foi escrito em 1990, e seu autor já faleceu, a obra se encontra desatualizada em certas áreas.

“Além de fazer com que o leitor entenda porque as coisas no Brasil hoje são como são, o livro é importantíssimo ao navegante que busca desenvolver a questão de identidade nacional, seja por razões filosóficas ou por questões práticas de aprender a se adequar ao território em que se vive”.

(Maria Clara)

(fonte: pesquisas na Internet)

Livro: A história de Lula o filho do Brasil

Ontem trabalhamos até 21h e alguns minutos. Saí meio apressado, dei carona para o Jackson e cheguei em casa por volta das 22h. Fui tomar um banho rapidinho para partimos para a ceia. Ainda no banheiro soninha me entregou o livro “A história de Lula o filho do Brasil”, um presente que me deu “de graça” (o feriado não é do tipo que requeria presente). Ela viu o livro disponível no supermercado e sabia que eu iria gostar dele.

Dei uma folheada e deixei para tornar a ler depois de jantarmos. Comecei a leitura um pouco antes da virada do ano e interrompi para acompanharmos os fogos na praia de Camburi. Li mais um pouco antes de dormirmos. No feriado de hoje tive todo o tempo para lê-lo.

Um livro pequeno, recheado de fotografias e com letras garrafais. Logo se percebe que a autora pretendeu escrevê-lo em linguajar simples, direto e fluídico, provavelmente querendo gerar uma obra de fácil apelo popular. É começar a ler e não ter mais vontade de parar.

Eu poderia fazer um monte de elogios para o livro e para a história. Reconheço que não teria como não ser passional e os que me conhecem poderiam dizer que são por conta da minha admiração pelo estadista Lula. Mas posso dizer sem receio de me enganar que não há como não se emocionar com a trajetória do seu personagem principal. À propósito aqui cabe um parenteses: A mãe do Lula, a Dona Lindu, é outra personagem fortíssima da história. Uma mulher de coragem e disposição impares. Com certeza uma referência muito forte para o menimo que se viria a se tornar presidente.

Resumindo. Depois de ler as histórias de superação contadas pela autora (Denise Paraná) a gente fica impressionado e pensando como foi possível suplantar tantas batalhas. Voltei nas páginas iniciais e o “aviso” estava lá: “As histórias contadas neste livro, apesar de impressionantes são todas reais”.

(wagner)

Se eu pudesse viver minha vida novamente

Termeinei a leitura de “Se eu pudesse viver minha vida novamente” do Rubem Alves (Editora Verus, 2006, 126p, Brochura). Trata-se de uma coletânea de textos selecionados de sua obra que tem como temática – o fio condutor – os tempos da maturidade, de reflexão e “balanço” da vida e seu propósito. Na verdade são recortes, pequenos excertos de suas crônicas. Na maioria das vezes os pensamentos são expressos em apenas uma parágrafo. Em alguns casos uma frase tão curta e direta que impressiona a sua profunidade. Como destilar tanta sabedoria em tão poucas palavras. Teriam sido escritas para serem postadas no Twitter? É claro que não. É o estilo claro, direto, mas profundo do Rubem Alves.

(wagner)